PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS NA BOVINOCULTURA DE CORTE ORGÂNICA EM MATO GROSSO DO SUL: O CASO DA ABPO

Autores

  • Marcos José de Almeida Matias UFLA
  • Denise Barros de Azevedo
  • Rogério Cerávolo Calia
  • Guilherme Cunha Malafaia

Resumo

Neste artigo são apresentados os resultados de um estudo de caso descritivo na Associação Brasileira de Produtores Orgânicos -
ABPO, com sede em Campo Grande/ MS, visando à verificação da sustentabilidade ambiental, econômica e social. Para isso foi
utilizado um roteiro de entrevista semiestruturado, aplicado aos integrantes da ABPO (presidente, diretores e associados). Utilizou-se
também de documentos atuais e/ou passados, buscando nos registros da organização o seu histórico e ações desempenhadas na sua
atividade. O tratamento dos dados foi realizado através da análise de conteúdo, com dimensões e categorias pré-estabelecidas. O
estudo demonstra que a ABPO tem desenvolvido uma ampla compreensão de sustentabilidade e percebe um espectro multifacetado
de demandas sociais que necessita cumprir. Os entrevistados possuem conhecimento das práticas de sustentabilidade, essenciais na
produção do bovino orgânico, e ainda demonstram que, como eles já atuam há algum tempo na bovinocultura, os mesmos adquiriram
conhecimento sobre o ramo de atividade e também uma preocupação com o Pantanal sul mato-grossense.

Downloads

Publicado

2015-08-24

Como Citar

MATIAS, M. J. de A.; AZEVEDO, D. B. de; CALIA, R. C.; MALAFAIA, G. C. PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS NA BOVINOCULTURA DE CORTE ORGÂNICA EM MATO GROSSO DO SUL: O CASO DA ABPO. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 17, n. 2, 2015. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/993. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos