COORDENAÇÃO DA INDÚSTRIA DE COURO BRASILEIRO: ABORDAGEM BASEADA NO COEFICIENTE DE VARIAÇÃO

Cristiano Moreira Raimundo, Karim Marini Thomé

Resumo


Neste estudo objetivou-se caracterizar o desempenho da coordenação na indústria de couro, por meio da medição da variabilidade
da quantidade de couro recebido e adquirido para curtimento entre os anos de 1999 a 2012. Para isso, utiliza a Teoria dos Custos de
transação como estrutura analítica para discutir a coordenação e a estrutura de governança da indústria do couro. Os dados foram
extraídos dos censos trimestrais realizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foram definidas hipóteses
na verificação de melhoria do grau de coordenação da cadeia couro nacional entre períodos e melhoria da coordenação de couro
da região Centro-Oeste. Todas as hipóteses foram confirmadas, desse modo, é possível afirmar que a utilização do coeficiente de
variação da produção anual de couro é um proxy adequado para se avaliar o grau de coordenação de cadeias.


Texto completo:

PDF


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

 

Organizações Rurais & Agroindustriais - Revista Eletrônica de Administração da UFLA

ISSN: 2238-6890 (edição on-line)


Universidade Federal de Lavras - UFLA - Departamento de Administração e Economia
Campus Universitário - Cx. Postal 37 - CEP 37200-000
Lavras - MG - Tel.: 35 3829 1441
Comentários e sugestões: revistadae@dae.ufla.br

Copyright 2011 - Todos os Direitos Reservados