A BUSCA DA FLEXIBILIZAÇÃO DO PROCESSO PRODUTIVO: O CASO DE UMA EMPRESA MANUFATUREIRA DO SETOR DE ALIMENTOS

Marcelo Simão Lima, Simone Didonet

Resumo


Considerando que os conceitos de sistema de produção flexível/dinâmico e de sistema tradicional/estático estejam colocados em lados opostos de um continuum, o fator crítico para as empresas está em encontrar o ponto de equilíbrio desejado para maximizar os resultados e reduzir custos. Objetivou-se neste artigo verificar como uma empresa manufatureira, com características de produção em massa, articula seu processo produtivo entre um processo flexível e dinâmico e um processo tradicional e estático, na tentativa de manter um bom nível de serviço e reduzir custos operacionais. A pesquisa qualitativa foi baseada em um estudo de caso de uma empresa de grande porte do ramo alimentício. Nas considerações finais, foi possível verificar como uma empresa manufatureira – com características de produção em massa – se posiciona dentro do continuum proposto, obtendo assim um equilíbrio satisfatório entre o nível de serviço ao cliente e os custos operacionais correspondentes. Conclui-se que o sistema tradicional de produção e o sistema flexível não são excludentes entre si. A prática mostra a necessidade de utilizar-se das vantagens de um e outro sistema como forma de ajustar-se às demandas do mercado e amenizar possíveis impactos negativos desse ajuste na empresa, como o aumento dos custos operacionais.

Palavras-chave


sistemas produtivos; MRP; just in time

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

 

Organizações Rurais & Agroindustriais - Revista Eletrônica de Administração da UFLA

ISSN: 2238-6890 (edição on-line)


Universidade Federal de Lavras - UFLA - Departamento de Administração e Economia
Campus Universitário - Cx. Postal 37 - CEP 37200-000
Lavras - MG - Tel.: 35 3829 1441
Comentários e sugestões: revistadae@dae.ufla.br

Copyright 2011 - Todos os Direitos Reservados