COMUNIDADES DE PRÁTICAS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DA AGRICULTURA FAMILIAR

Autores

  • Luciano Mendes UFLA
  • Ligia Maria Soto Urbina

Resumo

O objetivo, neste artigo, foi compreender o Programa Redes de Referência da Agricultura familiar a partir da existência e formação
de comunidades de prática que integram pequenos produtores de agricultura familiar, pesquisadores do IAPAR e extensionistas da
EMATER/PR. O contexto de pesquisa foi o Programa Redes de Referências da Agricultura Familiar (REDES), particularmente a
“Rede” existente na região de Londrina, cidade localizada no noroeste do Estado do Paraná. A pesquisa realizada caracteriza-se como
qualitativa e descritiva. Foram feitas entrevistas semiestruturadas: com dois pesquisadores do IAPAR, responsáveis pela coordenação
do Programa Redes na região de Londrina; com dois extensionistas da EMATER, que trabalham diretamente com os produtores rurais
desta região e com cinco pequenos produtores rurais que estão integrados ao Programa “Redes”. Os resultados mostram que houve
melhor interação entre os pequenos produtores, os pesquisadores e os extensionistas, dada a constituição de comunidades de prática
no âmbito do Programa. As mudanças geraram benefícios aos pequenos produtores, que aumentaram a produtividade das culturas
disseminadas na região (bovinocultura de leite e alfafa), melhorando a renda da família e qualidade de vida de seus integrantes.

Downloads

Publicado

2015-05-15

Como Citar

MENDES, L.; URBINA, L. M. S. COMUNIDADES DE PRÁTICAS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DA AGRICULTURA FAMILIAR. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 17, n. 1, 2015. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/947. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos