DESEMPENHO COMPETITIVO DA PAUTA DE EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO DE MATO GROSSO DO SUL ENTRE 1997 E 2011

Autores

  • Eduardo Luís Casarotto Universidade Federal da Grande Dourados
  • Carlos Eduardo Caldarelli Universidade Estadual de Londrina

Palavras-chave:

Agronegócio, exportações, competitividade

Resumo

Objetiva-se, neste artigo, caracterizar o perfil exportador do agronegócio do estado de Mato Grosso do Sul, identificar quais segmentos possuem vantagens comparativas reveladas – competitividade –, quem são os parceiros mais representativos, assim como o tipo de comércio que se realiza. A metodologia utilizada permitiu avaliar, a partir de dados ex post, o desempenho competitivo dos segmentos do agronegócio, assim como os pontos fortes, fracos e neutros nas relações comerciais do Estado. Foram utilizados os índices: Gini-Hirschman; vantagem comparativa revelada (VCR); contribuição para o saldo comercial (CS); taxa de cobertura (TC) e comércio intraindústria (ICI). Os resultados mostraram que as exportações possuem uma forte dependência do agronegócio, com predominância dos segmentos carnes, complexo soja, complexo sucroalcooleiro e celulose. As exportações apresentam crescimento nos últimos quinze anos, porém a predominância dos segmentos do agronegócio vem sendo reduzida, nos últimos anos. O estudo permite concluir que importantes segmentos para o agronegócio do Estado apresentam elevada contribuição para o saldo comercial, entretanto, a baixa competitividade (VCR), sinaliza necessidade de investimentos nesses setores para um bom desempenho de Mato Grosso do Sul no comércio exterior.

Downloads

Publicado

2015-01-06

Como Citar

CASAROTTO, E. L.; CALDARELLI, C. E. DESEMPENHO COMPETITIVO DA PAUTA DE EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO DE MATO GROSSO DO SUL ENTRE 1997 E 2011. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 16, n. 4, 2015. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/898. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos