MERCANTILIZAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR: UMA ANÁLISE DOS EFEITOS DE VARIÁVEIS SELECIONADAS PARA AS CULTURAS DO FEIJÃO E DO ARROZ

Autores

  • Marcos de Oliveira Garcias Universidade de São Paulo
  • Carlos José Caetano Bacha Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Agricultura familiar, arroz, feijão, mercantilização

Resumo

A agricultura familiar, assim definida pela Lei 11.326/2006, abrange produtores rurais não homogêneos. Nesse artigo, essa diferenciação é observada através do Índice de Mercantilização – IM (razão entre quantidade vendida/quantidade produzida), o qual é distinto para os agricultores familiares produtores de arroz versus os produtores de feijão. Objetivou-se, neste trabalho,verificar a influência de alguns fatores (como área média, preço médio e volume de crédito) sobre o IM para a cultura do feijão e do arroz, através de um modelo de regressão simples e considerando dados agregados em nível de municípios, para o ano de 2006. Os resultados das regressões mostram que essas três variáveis têm efeitos distintos sobre o IM, segundo a região analisada (Brasil e suas cinco macrorregiões), o que reforça a visão de que há grupos diferentes dentro do que se chama agricultura familiar, o que implica em se avaliar a importância de segmentar a política voltada a esse segmento.

Downloads

Publicado

2015-01-06

Como Citar

GARCIAS, M. de O.; BACHA, C. J. C. MERCANTILIZAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR: UMA ANÁLISE DOS EFEITOS DE VARIÁVEIS SELECIONADAS PARA AS CULTURAS DO FEIJÃO E DO ARROZ. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 16, n. 4, 2015. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/895. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos