ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE OS GANHOS E DIFICULDADES COLETIVAS À EXPORTAÇÃO DAS EMPRESAS METAL-MECÂNICAS DO ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO ÁLCOOL

Autores

  • Fabio Camozzi Universidade Metodista de Piracicaba
  • Mário Sacomano Neto Universidade Federal de São Carlos
  • Silvia Helena Carvalho Ramos Valladão de Camargo Universidade Potiguar

Palavras-chave:

Arranjo produtivo local do álcool, ganhos coletivos, exportação, empresas metais-mecânicas

Resumo

Objetivou-se, no presente artigo, analisar os ganhos e dificuldades coletivas à exportação de empresas fornecedoras do setor sucroalcooleiro. As empresas são participantes do Arranjo Produtivo Local do Álcool (APLA) e parceiras da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) para estímulo à exportação de seus produtos e serviços. A metodologia da pesquisa é descritiva, exploratória e qualitativa realizada através de estudos de multicasos. A coleta de dados foi realizada através de entrevistas in loco com 08 empresas fornecedoras de máquinas/ equipamentos para a cadeia produtiva de açúcar e álcool e participantes das rodadas de negócios internacionais, elaboradas pela parceira APLA/APEX. Nos resultados encontrados, os ganhos coletivos mais evidentes dessas empresas estão associados ao aumento de contatos comerciais em nível internacional; acesso a novos mercados; e aumento na venda de seus produtos e serviços. O artigo contribui para o entendimento dos limites e potencialidades associadas aos ganhos coletivos em arranjos produtivos locais.

Downloads

Publicado

2014-10-08

Como Citar

CAMOZZI, F.; NETO, M. S.; DE CAMARGO, S. H. C. R. V. ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE OS GANHOS E DIFICULDADES COLETIVAS À EXPORTAÇÃO DAS EMPRESAS METAL-MECÂNICAS DO ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO ÁLCOOL. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 16, n. 3, 2014. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/854. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos