ESTRATÉGIAS TECNOLÓGICAS E DE POSICIONAMENTO DA OFERTA DE CARNE DE FRANGO NACIONAL

  • Giuliana Aparecida Santini
  • Gessuir Pigatto

Resumo

A cadeia avícola, no Brasil, vem se reestruturando de maneira intensa nos últimos anos, para acompanhar o processo competitivo nos mercados interno e externo. Dentre seus elos constituintes, o segmento de processamento caracteriza-se por intenso processo de inovações, tanto de produto como de processo, originando produtos novos e melhorados, e processos de produção ainda mais automatizados. Nesse sentido, as empresas processadoras de frango vêm lançando estratégias que trazem resultados desde a forma de apresentação do produto para o consumidor nacional, passando por estratégias de abertura de novos espaços no mercado interno, chegando à necessidade de atender às novas demandas do mercado internacional. Com a realização deste trabalho buscou-se, por meio do escopo teórico de marketing - com a teoria de diferenciação - e da teoria de Organização Industrial, por meio das teorias de diversificação produtiva, demonstrar as estratégias adotadas pelas empresas, brasileiras e estrangeiras, que formam o elo de processamento da cadeia avícola nacional. Alguns conceitos de inovação foram discutidos para que se possa compreender a dinâmica de inovação administrada por essas empresas do segmento de processamento.
Publicado
06-04-2011
Como Citar
SANTINI, G.; PIGATTO, G. ESTRATÉGIAS TECNOLÓGICAS E DE POSICIONAMENTO DA OFERTA DE CARNE DE FRANGO NACIONAL. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 10, n. 2, 6 abr. 2011.
Seção
Artigos