Padrões de concorrência e grupos estratégicos na indústria de queijos finos do Brasil

Autores

  • Daniel Carvalho de Rezende Universidade Federal de Lavras
  • Cleber Carvalho de Castro Universidade Federal de Lavras

Palavras-chave:

Queijos finos, organização industrial, grupos estratégicos

Resumo

O presente estudo teve como objetivo caracterizar o padrão de concorrência na indústria de queijos finos no Brasil e identificar os grupos estratégicos existentes neste mercado. Embasado essencialmente na Teoria da Organização Industrial, foi realizado um estudo qualitativo composto por dados primários e secundários. Os dados primários foram obtidos por meio de entrevistas com seis empresas produtoras de queijos finos no Brasil e os dados secundários foram levantados de publicações especializadas, sites e documentos das empresas. Observou-se que a variável preço vem ganhando espaço no mercado de queijos finos, principalmente em função do crescimento recente do mercado, que atraiu empresas com estruturas de custos mais eficientes em produção e logística de distribuição. Com base nas características das empresas e suas estratégias, identificaram-se quatro grupos estratégicos na indústria brasileira de queijos finos: a) empresas de médio porte, com atuação abrangente no mercado; b) empresas de pequeno porte, atuantes quase que exclusivamente no mercado de queijos finos, localizadas em regiões tradicionais de Minas Gerais; c) empresas focadas em um único produto, com altos níveis de integração vertical para trás; e d) empresas de capital transnacional, produzindo queijos finos em vários países.

Downloads

Publicado

2010-09-15

Como Citar

REZENDE, D. C. de; CASTRO, C. C. de. Padrões de concorrência e grupos estratégicos na indústria de queijos finos do Brasil. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 11, n. 1, 2010. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/8. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos