EXPERIÊNCIAS DE COMERCIALIZAÇÃO AGROEXTRATIVISTA DOS AGRICULTORES FAMILIARES DO RIO DOS COCHOS, JANUÁRIA/CÔNEGO MARINHO - MG

Autores

  • Camila da Silva Freitas UFLA
  • Eduardo Magalhães Ribeiro UFMG

Palavras-chave:

Agricultura familiar, conhecimento tradicional, comercialização agroextrativista

Resumo

A comercialização dos produtos agroextrativistas da agricultura familiar tem entrada em diferentes canais. Pretende-se com este estudo descrever o processo de venda da produção agroextrativista dos agricultores familiares do Rio dos Cochos. Busca-se analisar as efetividades e limitações à comercialização. A metodologia utilizada foi de cunho qualitativo, utilizando-se o estudo de multicasos, realizando a coleta de dados por meio de questionários semiestruturados, história oral e observação não participante. Observou-se que a produção agroextrativista do Rio dos Cochos é escoada para mercados locais, regionais, nacionais, internacionais e institucionais. A comercialização da produção agroextrativista é pautada por relações que extrapolam as eminentemente mercantis: está associada à relação dos agricultores com os recursos naturais, à cultura e às formas organizacionais dessa população. O estudo conclui que as ações voltadas ao apoio à iniciativa da comercialização agroextrativista devem considerar esses aspectos, além dos econômicos.

Downloads

Publicado

2014-01-30

Como Citar

FREITAS, C. da S.; RIBEIRO, E. M. EXPERIÊNCIAS DE COMERCIALIZAÇÃO AGROEXTRATIVISTA DOS AGRICULTORES FAMILIARES DO RIO DOS COCHOS, JANUÁRIA/CÔNEGO MARINHO - MG. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 15, n. 3, 2014. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/738. Acesso em: 23 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos