ESTRATÉGIAS DE INOVAÇÃO DAS MPES PERUANAS DE ALIMENTOS

Autores

  • Grethel Teresa Choque Delgado Universidade Estadual de Campinas
  • Eugênio Ávila Pedrozo Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

inovação, estratégias de inovação, recursos tangíveis e intangíveis, MPEs, alimentos funcionais

Resumo

Frente ao fenômeno da globalização, o desemprego e à crise econômica, a população peruana foi obrigada a procurar novas soluções para subsistir e melhorar sua qualidade de vida. Nessa problemática as micro e pequenas empresas (MPEs) representam uma oportunidade, mas, para criar valor agregado é necessário fomentar o processo de inovação. Algumas MPEs, principalmente, as do setor agroalimentar que empregam estratégias de inovação, ultimamente, baseadas no desenvolvimento de novos alimentos de tipo funcional, ou seja, com propriedades funcionais que beneficiam a saúde dos consumidores. O objetivo da presente pesquisa é de analisar os fatores que influenciam as estratégias de inovação nas microempresas peruanas através do desenvolvimento de produtos alimentícios com propriedades funcionais. Trata-se de uma pesquisa de natureza exploratória, do tipo estudo de caso e foram analisadas três organizações alimentares peruanas denominadas - Delicias, Galletera e Silvia, localizadas na cidade de Arequipa. Concluiu-se que a incorporação de matérias-primas locais, autóctones (cañihua, quinua, kiwicha, maca, habas, maiz morado, mamão arequipenho e sauco), com características funcionais e de qualidade adicionou maior valor agregado aos produtos finais. As organizações apresentaram inovações incrementais de produto, processo, distribuição e gestão ao longo da rede de valor da empresa focal. As MPEs peruanas cresceram e se tornaram competitivas através do desenvolvimento de estratégias de inovação acarretando em ganhos econômicos e sociais aos empreendedores locais e ao país.

Downloads

Publicado

2014-01-30

Como Citar

CHOQUE DELGADO, G. T.; PEDROZO, E. Ávila. ESTRATÉGIAS DE INOVAÇÃO DAS MPES PERUANAS DE ALIMENTOS. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 15, n. 3, 2014. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/733. Acesso em: 23 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos