GESTÃO AMBIENTAL COMO PRÁTICA SOCIAL EM UMA ORGANIZAÇÃO PRODUTORA DE CELULOSE: UMA ANÁLISE INTERPRETATIVA

Autores

  • Beatriz Christo Gobbi Escola Superior Aberta do Brasil
  • Mozar José de Brito Universidade Federal de Lavras

Palavras-chave:

Gestão socioambiental, prática social, organizações

Resumo

Este artigo teve por objetivo estudar a gestão socioambiental de uma organização do setor de celulose a partir de sua interação no campo social. Para tanto, empregou-se uma proposta teórico-metodológica cunhada nos pressupostos da abordagem interpretativa e na compreensão da gestão ambiental como uma prática social. Na apreensão da realidade estudada, empregou-se a triangulação das técnicas de análise documental e entrevistas semiestruturadas com base em roteiros. Na interpretação dos resultados empregou-se a análise de conteúdo, cujos fundamentos permitiram a compreensão dos sentidos atribuídos por gestores à relação socialmente construída entre a organização e o meio ambiente. Os resultados da pesquisa revelam também que a organização vem procurando construir discursos e práticas de gestão que visam assegurar a eficiência do seu processo produtivo, a mitigação dos impactos causados ao meio ambiente e a consolidação de uma imagem de organização aberta, transparente e socialmente responsável.

Downloads

Publicado

2011-04-04

Como Citar

GOBBI, B. C.; DE BRITO, M. J. GESTÃO AMBIENTAL COMO PRÁTICA SOCIAL EM UMA ORGANIZAÇÃO PRODUTORA DE CELULOSE: UMA ANÁLISE INTERPRETATIVA. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 11, n. 1, 2011. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/62. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos