EXPORTAÇÕES DE CARNE SUÍNA: PERFORMANCE E POSSIBILIDADES FRENTE À ELIMINAÇÃO DE BARREIRAS

Autores

  • Luciane da Silva Rubin Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Adayr da Silva Ilha Universidade Federal de Santa Maria
  • Taize de Andrade Machado Lopes Centro Universitário Franciscano

Palavras-chave:

Comércio potencial, barreiras comerciais, carne suína

Resumo

Este estudo analisa o panorama e o potencial exportador do setor brasileiro de carne suína frente à suposição de acordos de liberalização comercial entre o país e outras nações. Para tanto calcula-se o potencial importador dos blocos/países, o Índice de Vantagem Revelada das Exportações do Brasil e de seus principais concorrentes, o Índice de Orientação Regional, além de pesquisa bibliográfica das principais barreiras existentes. Os resultados, quanto ao potencial importador, indicam que a União Européia (UE) e a Comunidade dos Estados Independentes (CEI) constituem-se em mercados potenciais e promissores para a carne suína, respectivamente. Os resultados do cálculo das vantagens comparativas revelaram que o Brasil tem competitividade crescente no setor estudado para o período 1990-2005. As barreiras impostas revelaram-se muito elevadas. Enfim, constata-se alto grau de aceitação das exportações brasileiras de carne suína naqueles blocos que não têm barreiras sanitárias impeditivas.

Biografia do Autor

Luciane da Silva Rubin, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutoranda em Agronegócio.

Adayr da Silva Ilha, Universidade Federal de Santa Maria

Professor do Curso de Ciências Econômicas e Mestrado em Integração Latino-Americana.

Taize de Andrade Machado Lopes, Centro Universitário Franciscano

Professora do Curso de Economia.

Downloads

Publicado

2012-05-10

Como Citar

RUBIN, L. da S.; ILHA, A. da S.; MACHADO LOPES, T. de A. EXPORTAÇÕES DE CARNE SUÍNA: PERFORMANCE E POSSIBILIDADES FRENTE À ELIMINAÇÃO DE BARREIRAS. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 14, n. 1, 2012. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/456. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos