SUBSÍDIOS PARA A CONSTRUÇÃO DE UM PROGRAMA PÚBLICO DE APOIO À FEIRA LIVRE NO VALE DO SÃO FRANCISCO, MG

  • Luiz Henrique Aparecido Silvestre Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Diamantina MG
  • Áureo Eduardo Magalhães Ribeiro Professor Associado II do ICA/UFMG – Pesquisador CNPQ
  • Camila da Silva Freitas Mestre em Administração
Palavras-chave: Produção, comercialização, agricultura familiar, São Francisco

Resumo

No semiárido de Minas Gerais, as feiras livres representam mercados cujos custos de entrada para a produção local são reduzidos, onde participam produtores que são também vendedores e, por estarem ligados ao abastecimento, inserem parcela da população rural e urbana nos circuitos de trocas, o que possibilita o desenvolvimento local, a partir da inserção da agricultura familiar nesse mercado. Buscou-se neste trabalho caracterizar a feira livre do município de São Francisco, norte de Minas Gerais, e elaborar subsídios para a construção de uma política de apoio a esse mercado e aos atores que dele participam. A metodologia utilizada foi de cunho quantitativo e qualitativo, realizando a coleta de dados por meio de questionários semiestruturados e observação não participante. Os resultados indicam que predomina a presença de mulheres feirantes e que a oferta, por ponto de venda, é diversificada, destacando-se as hortaliças e frutas. Embora possuam área de terra na zona rural, a maior parte dos feirantes tem sua residência principal na cidade, o que é uma característica do novo rural brasileiro.
Publicado
20-09-2011
Seção
Artigos