A CONTRIBUIÇÃO DA REDE FAIRTRADE PARA A PERFORMATIVIDADE CRÍTICA EM COOPERATIVAS DE CAFEICULTORES

Autores

  • Layon Carlos Cezar Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Alexandre Reis Rosa Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) https://orcid.org/0000-0003-0619-7433

Palavras-chave:

Comércio Justo, Cooperativismo, Café

Resumo

O objetivo desse artigo é analisar a influência do processo de formação e articulação da rede Fairtrade na performatividade crítica das cooperativas de produtores de café. O estudo se apoia em uma abordagem qualitativa, de caráter exploratório e interpretativo fundamentando-se na triangulação de entrevistas semiestruturadas, observação não participante e documentos para construção do estudo de caso realizado em uma cooperativa capixaba de produtores de café Conilon. Os principais resultados apontam que a inserção da cooperativa na rede promovida pelo Fairtrade possibilitou uma expansão de sua forma de atuação sem a perda de identidade, resistindo às inúmeras pressões exercidas pelos demais membros, a partir de mecanismos democráticos que se tornaram motores para impulsionar a performatividade crítica da organização. A partir da investigação, acredita-se que o artigo avança na discussão de performatividade crítica, por evidenciar que em organizações alternativas como as cooperativas, essa proposta desafia a proposição de simplesmente questionar discursos e práticas gerenciais, necessitando de uma intervenção pragmática para a transformação da realidade organizacional.

Publicado

2021-05-17

Como Citar

CEZAR, L. C.; ROSA, A. R. A CONTRIBUIÇÃO DA REDE FAIRTRADE PARA A PERFORMATIVIDADE CRÍTICA EM COOPERATIVAS DE CAFEICULTORES. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 22, n. 2, p. e1581, 2021. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/1581. Acesso em: 28 jun. 2022.