A PERCEPÇÃO DE GESTÃO DE NEGÓCIOS EM UM GRUPO DE PEQUENOS CAFEICUTORES FAMILIARES

Palavras-chave: Modelo de Gestão, Produtor Familiar Cafeeiro, Balanced Scorecard

Resumo

O objetivo deste artigo é identificar a maturidade da gestão de pequenas unidades agricultoras cafeeiras do leste de Minas Gerais. Foi uma pesquisa quantitativa, descritiva, com corte transversal. Os dados primários foram obtidos através da aplicação de questionário composto de perguntas baseadas nas quatro perspectivas do modelo Balanced Scorecard (BSC). O questionário foi respondido por 58 agricultores. Para confirmar a presença de maturidade da gestão (Aprendizado e Crescimento, Clientes, Interna e Financeira) foi feito teste de correlação de Spearman e regressão ordinal para cada variável explicativa. Os resultados apontaram que, nesse grupo amostral, não há maturidade da gestão empresarial, segundo as quatro perspectivas do BSC. Assim sendo, é possível admitir que, essa amostra de agricultores não utiliza os parâmetros do BSC como critério para decidir os rumos de seu negócio.

Biografia do Autor

Isabelle Werner de Lemos, Fucape Business School
Mestre em Administração.
Arilda Teixeira, Fucape Business School
Doutora em Economia.
Publicado
26-11-2020
Como Citar
DE LEMOS, I.; TEIXEIRA, A. A PERCEPÇÃO DE GESTÃO DE NEGÓCIOS EM UM GRUPO DE PEQUENOS CAFEICUTORES FAMILIARES. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 21, n. 1-3, p. 173-185, 26 nov. 2020.