“QUESTÃO AMBIENTAL, AGRICULTURA E MUDANÇAS DE PARADIGMAS: O ECODESENVOLVIMENTO, A AGRICULTURA SUSTENTÁVEL E A BIOTECNOLOGIA"

  • Alexandre de Pádua Carrieri

Resumo

Este trabalho é uma reflexão sobre a questão ambiental, a agricultura e as mudanças de paradigmas, tanto econômicos - ecodesenvolvimento -, como tecnológicos - agricultura sustentável e biotecnologia. O objetivo do trabalho é estudar, frente ao desgaste do atual padrão tecnológico no que diz respeito ao meio ambiente, as duas trajetórias tecnológicas acima mencionadas, que têm propostas diferentes para a solução da questão ambiental. Observou-se que, como toda construção social, o ecodesenvolvimento vai se definindo paulatinamente e progressivamente, contudo de uma forma desigual. O que é considerado sustentável para os países centrais não é o mesmo para os da periferia. Assim, o ecodesenvolvimento e a proposta representada pela Agricultura Sustentável procurariam manter e (re)criar formas - não artificiais - de relações homem-natureza, buscando assentar e manter o homem no campo sem perda de sua identidade como sujeito e resgatar sistemas produtivos criados através de experiências singulares (e isoladas). Enfim constata-se que uma proposta poderia resultar na redefinição das relações entre homem e natureza no sentido de romper o antropocentrismo predominante o que resultaria na implantação de um novo padrão de soluções tecnológicas a serem utilizadas na agricultura e na sociedade, resultando na implantação de um novo paradigma. Já a outra proposta, estaria atrelada ao discurso ecológico denominado de oficial, onde a previsão da catástrofe ambiental, o esgotamento dos recursos naturais, etc... revestiriam a problemática ecológica. Assim, os novos caminhos (bio)tecnológicos viriam até para oferecer mudanças no paradigma atual, mas primeiramente possibilitariam tuna recondução do capital à uma agricultura mais sustentável e conforme as expectativas do desenvolvimento industrial.
Publicado
11-04-2011
Seção
Artigos