AGROINDÚSTRIAS FAMILIARES: UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE REGIÕES DO BRASIL E ITÁLIA

  • Marcio Gazolla UTFPR - Campus Pato Branco/PR
  • Sergio Schneider UFRGS
  • Gianluca Brunori Università degli studi di Pisa (UNIPI)
Palavras-chave: Agroindústrias, alimentos, mercados, políticas públicas, Brasil e Itália

Resumo

O objetivo do trabalho é investigar, comparativamente, as agroindústrias familiares no Brasil (Rio Grande do Sul) e Itália (Toscana), de maneira a perceber suas diferenças em relação a aspectos centrais dos seus processos de reprodução social e econômica. Nesse sentido, foram avaliados indicadores em torno da origem das agroindústrias, produtos elaborados, mercados e canais de comercialização construídos, políticas e programas públicos de apoio, bem como as legislações agroalimentares que regem a produção, distribuição e o consumo dos alimentos. A metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa, por meio da aplicação de quatorze entrevistas semiestruturadas. Também foram usados dados e informações quali-quantitativas de várias fontes secundárias. Os resultados e conclusões apontam para diferenciações interessantes entre as duas realidades regionais, entre as quais se destacam: as diferentes estratégias de qualificação agroalimentar acionadas, a forma em que são construídos socialmente os mercados e as possibilidades dos atores sociais gerarem inovações nas agroindústrias e no ambiente institucional em que se encontram imersos.

Biografia do Autor

Marcio Gazolla, UTFPR - Campus Pato Branco/PR
Doutor em Desenvolvimento Rural e Professor da UTFPR / Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR).
Sergio Schneider, UFRGS
Pós Doutor em Sociologia. Professor da UFRGS / Programas de Pós Graduação em Sociologia e Desenvolvimento Rural.
Gianluca Brunori, Università degli studi di Pisa (UNIPI)
Full Professor in Agricultural Economics and Agro-food economics, University of Pisa (UNIPI) - Itália
Publicado
04-01-2019
Seção
Artigos