ANÁLISE TERRITORIAL E REPRESENTATIVA DAS AGROINDÚSTRIAS FAMILIARES DE CACHAÇA NAS MISSÕES/RS

Valdemar João Wesz Junior, Iran Carlos Lovis Trentin

Resumo


Em uma conjuntura globalizada, os agricultores familiares viram-se obrigados a procurar  novas fontes de renda que não dependessem somente do setor primário. Com isso, a agregação de valor dentro de seus domicílios ganhou espaço por consistir em uma atividade rentável, descentralizada e de baixos investimentos, sendo capaz de abrigar a mão-de-obra familiar com o auxílio da força de trabalho externa à unidade, em períodos de produção. Objetivou-se, neste artigo, estudar a representatividade e importância das agroindústrias familiares de cachaça, dentro da perspectiva territorial, além de analisar se estes empreendimentos são viáveis para a realidade da agricultura familiar e de que forma elas contribuem para o desenvolvimento territorial rural. Mostrar-se-á o potencial de pequenos empreendimentos rurais em ofertar produtos de qualidade, respeitando o meio ambiente, com geração e distribuição de renda, nas mais diferentes realidades e territórios.

Palavras-chave


agroindústria familiar; desenvolvimento territorial rural; produção artesanal de cachaça

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

 

Organizações Rurais & Agroindustriais - Revista Eletrônica de Administração da UFLA

ISSN: 2238-6890 (edição on-line)


Universidade Federal de Lavras - UFLA - Departamento de Administração e Economia
Campus Universitário - Cx. Postal 37 - CEP 37200-000
Lavras - MG - Tel.: 35 3829 1441
Comentários e sugestões: revistadae@dae.ufla.br

Copyright 2011 - Todos os Direitos Reservados