A ORGANIZAÇÃO ASSOCIATIVA NO SETOR APÍCOLA: CONTRIBUIÇÕES E POTENCIALIDADES

Letícia Lengler, Adriano Lago, Daniel Arruda Coronel

Resumo


Neste artigo propõe-se a discussão sobre cooperação e a organização associativa, seus benefícios, os principais entraves para uma maior consolidação dessa forma de organização e o conseqüente salto de desenvolvimento do setor apícola. Objetiva-se, assim, analisar se o associativismo apícola possui relevância à capacidade de articulação e desenvolvimento do setor. Para responder a esse objetivo, na pesquisa, utilizaram-se entrevistas não estruturadas com representantes da Confederação Brasileira de Apicultura (CBA), da Federação Apícola do Rio Grande do Sul (FARGS), de associações apícolas e com especialistas da área. Procurou-se abordar a relevância da atividade apícola, seu histórico e contribuições para o desenvolvimento do agronegócio, tratando não só da problemática do mercado externo diante dos embargos, mas também dos problemas internos de consumo e de comercialização dos produtos apícolas. Foi possível constatar que, mesmo que o associativismo apresente problemas que necessitam ser superados, como a falta de comprometimento e oportunismo de alguns associados em relação à organização associativa, o grupo percebe a força da coletividade que possui, sendo capaz de articular o setor na busca do seu desenvolvimento, assim como do mercado potencial.

Palavras-chave


organização associativa; setor apícola; desenvolvimento; mercado

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

 

Organizações Rurais & Agroindustriais - Revista Eletrônica de Administração da UFLA

ISSN: 2238-6890 (edição on-line)


Universidade Federal de Lavras - UFLA - Departamento de Administração e Economia
Campus Universitário - Cx. Postal 37 - CEP 37200-000
Lavras - MG - Tel.: 35 3829 1441
Comentários e sugestões: revistadae@dae.ufla.br

Copyright 2011 - Todos os Direitos Reservados