CERTIFICAÇÕES SUSTENTÁVEIS: A INFLUÊNCIA DO INVESTIMENTO ESTRANGEIRO DIRETO EM EMPRESAS DA INDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA NO BRASIL

Autores

  • Nayele Macini
  • Marlon Fernandes Rodrigues Alves
  • Larissa Marchiori Pacheco
  • Adriana Cristina Ferreira Caldana
  • Patrícia Lima Denipotti Aveiro

Resumo

O objetivo desta pesquisa é analisar a influência do investimento estrangeiro direto e da capacidade produtiva na adoção de certificações
sustentáveis no setor sucroenergético brasileiro. O levantamento de dados foi feito a partir de uma amostra composta por 100 usinas que
representam 58% das empresas em operação no estado de São Paulo. Os dados foram analisados com o modelo multivariado de regressão
logística binomial. Os resultados não suportam a hipótese de que o investimento estrangeiro direto tenha um relacionamento positivo com
as certificações sustentáveis. Já a hipótese de que a capacidade produtiva está positivamente relacionada com a adoção de certificação
sustentável foi estatisticamente significante. Os resultados sugerem que o impacto positivo dos investimentos diretos estrangeiros na
sustentabilidade do país local depende da ocorrência de fortes instituições governamentais e da qualidade da fiscalização da conduta das
empresas, além da capacidade de absorção e aprendizagem que as organizações devem possuir diante do fluxo de investimento estrangeiro. Já
do relacionamento da capacidade produtiva – moagem – com a busca por certificações, pode ser depreendido que as usinas maiores exportam
seus produtos para mercados especializados e mais exigentes, a certificação é um pré-requisito para a compra e venda. Dessa forma, esta
pesquisa contribui para a literatura existente por avançar em temáticas cujo relacionamento é pouco estudado, principalmente nesse setor.

Downloads

Publicado

2017-12-15

Como Citar

MACINI, N.; ALVES, M. F. R.; PACHECO, L. M.; CALDANA, A. C. F.; AVEIRO, P. L. D. CERTIFICAÇÕES SUSTENTÁVEIS: A INFLUÊNCIA DO INVESTIMENTO ESTRANGEIRO DIRETO EM EMPRESAS DA INDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA NO BRASIL. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 19, n. 2, 2017. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/1076. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos