COOPERATION NETWORKS AND TRANSFORMATIONS IN THE FOOD PRODUCTION AND DISTRIBUTION SYSTEMS OF FAMILY FARMING IN THE NORTH COAST OF RIO GRANDE DO SUL, BRAZIL

  • Monique Medeiros Universidade Federal de Santa Catarina
  • Ademir Antonio Cazella Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: agricultura familiar, desenvolvimento rural, atores sociais, redes de cooperação, produção de novidade.

Resumo

This article mobilizes the theoretical approaches of novelty production and collective actions to analyze the construction of innovative organizational strategies in the North Coast of Rio Grande do Sul, Brazil, focusing on the sociotechnical transformations triggered by them. Based on documentary and field research conducted between August 2013 and April 2016, through observant participation and semi-structured interviews with family farmers, social mediators and researchers, it was possible to identify the consolidation of a peculiar network of collective actions, involving several social actors in the management of new and relevant media, which transform conventional food production and distribution systems. Evidenced as a ‘novelty’ in emergency, this articulation of social actors is largely related to the precepts of sustainability, reciprocity, sharing of knowledge, heterogeneity and dynamism of social action. Such interrelated devices seem to indicate a change in the development dynamics in the rural area of the study region.

Biografia do Autor

Monique Medeiros, Universidade Federal de Santa Catarina
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) Julio de Mesquita Filho (2008) e mestrado pelo Programa de pós-graduação em Desenvolvimento Rural - PGDR da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2011). Em 2008 realizou atividades de extensão universitária com comunidades locais da Amazônia brasileira. Trabalhou como Extensionista Rural Nível II - Engenheira Agrônoma da EMATER/ASCAR - RS (2013), atualmente é Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Agroecossistemas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pesquisadora do Laboratório de Estudos da Multifuncionalidade Agrícola e do Território (LEMATE).  
Ademir Antonio Cazella, Universidade Federal de Santa Catarina
Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (1986), com mestrado em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro -UFRRJ (1992) e doutorado em Science de lHomme et de la Société - Centre dEtudes Supérieures dAménagement -Tours/França (2000). Entre agosto e novembro de 2012 realizou uma formação (Bolsa de Estágio Sênior da CAPES) na França junto ao Agrosup de Dijon e AgroParisTech sobre os temas do acesso à terra e do ordenamento fundiário. É professor da área de desenvolvimento rural da UFSC e integra o corpo docente do Programa de Pós-graduação em Agroecossistemas, do qual é coordenador desde maio de 2012. Coordenada o Laboratório de Estudos da Multifuncionalidade Agrícola e do Território (LEMATE) e é membro do Observatório de Políticas Públicas para a Agricultura (OPPA) do Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA/UFRRJ). Atua com os seguintes temas de pesquisa: desenvolvimento territorial sustentável, ordenamento territorial e fundiário, descentralização de políticas públicas de desenvolvimento rural, sistemas financeiros territoriais com ênfase na inclusão social e multifuncionalidade agrícola.
Publicado
13-03-2018
Seção
Artigos