RESPIGADORAS MODERNAS E PRODUÇÃO DA EXISTÊNCIA NO AGRONEGÓCIO CANAVIEIRO: A (DES)REALIZAÇÃO NO TRABALHO DE BITUQUEIRAS

Autores

  • Jacquelaine Florindo Borges Universidade Federal de Uberlândia
  • Alessandro Gomes Enoque Universidade Federal de Uberlândia
  • Alex Fernando Borges Universidade Federal de Uberlândia

Resumo

Esta pesquisa analisa as estratégias de defesa individuais e coletivas (DEJOURS) mobilizadas por trabalhadoras do agronegócio
para lidar com o estranhamento do trabalho (ANTUNES) e os mecanismos sociais de habituação do trabalhador (BRAVERMAN).
A partir dessa tríade conceitual busca-se responder à seguinte questão: como as bituqueiras mobilizam defesas na realização de
um trabalho que é rigidamente organizado e precário? Para a coleta de dados utilizou-se a técnica de entrevistas semiestruturadas
com nove trabalhadoras que exercem o trabalho de bituqueiras. O método de análise de conteúdo foi empregado na análise das
entrevistas. Os resultados mostram que essas trabalhadoras mobilizam diferentes estratégias individuais que se tornam a base para um
sistema social de defesa: (1) medo da demissão devido às poucas opções de trabalho locais para a mulher com baixa qualificação e à
necessidade de sobrevivência; (2) ansiedade frente aos riscos gerados por uma atividade laboral que causa sofrimento físico e mental;
(3) angústia e raiva ao lidar com desigualdades nas questões de gênero; (4) valorização do prazer de adquirir produtos vis-à-vis o
impossível prazer de um trabalho libertador; e (5) busca de sentido para a sua existência vis-à-vis a crueldade da estigmatização e o
“nojo social”. O artigo mostra o potencial da tríade conceitual utilizada na pesquisa para uma compreensão das relações interníveis:
estratégias de defesa dos trabalhadores, sistemas coletivos de defesa, processos da gestão empresarial e processos socioeconômicos.

Biografia do Autor

Jacquelaine Florindo Borges, Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Administração - FEA/USP
Professora Adjunta - FAGEN/UFU

Alessandro Gomes Enoque, Universidade Federal de Uberlândia

Doutor em Sociologia - FAFICH/UFMG Professor Adjunto - FACIP/UFU

Alex Fernando Borges, Universidade Federal de Uberlândia

Mestre em Administração - PPGA/UFLA
Doutorando em Administração - PPGA/UFLA
Professor Assistente - FACIP/UFU

Downloads

Publicado

2017-07-10

Como Citar

BORGES, J. F.; ENOQUE, A. G.; BORGES, A. F. RESPIGADORAS MODERNAS E PRODUÇÃO DA EXISTÊNCIA NO AGRONEGÓCIO CANAVIEIRO: A (DES)REALIZAÇÃO NO TRABALHO DE BITUQUEIRAS. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 19, n. 1, 2017. Disponível em: http://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/1002. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos